Cachorros da raça Pug

Tudo que você precisa saber antes de ter um cachorro da raça Pug

Tempo de leitura 8 minutos

Você está procurando uma raça de cachorro que se enquadre às suas necessidades rotina do dia a dia? A decisão de ter um cachorrinho para passar anos ao seu lado não é tão mais fácil quanto a de ter um filho.

Eles são animaizinhos que exigem muita atenção de seus tutores, gastos com alimentação, saúde, educação e inclusive mimos. Mas o amor recebido por eles compensa qualquer gasto!

Neste artigo, vamos falar sobre os cães da raça Pug, brincalhões e fofinhos.

Censo quatro patas

Popularidade: o pug é a 11ª raça mais popular no Brasil.

Nomes mais batizados: Mel e Bob.

Origem do Pug

Os cães da raça Pug são considerados um dos cães mais antigos do mundo e sempre fizeram sucesso por onde passaram.

De acordo com a história, a raça surgiu na china,  em meados de 700 a.C!

Também existem documentos relatando que esses pets pertenciam à realeza e teriam o seu próprio espaço e servos dentro do palácio. Vida boa, não?

Foi por volta do final do século XVI nossos amiguinhos começaram a viajar para o ocidente, sendo a Holanda o primeiro país a recebê-los (por conta da companhia mercantil Dutch East India).

Ah, não é desde sempre que a raça tem esse nome. O que se sabe é que quando chegaram à França ficaram conhecidos como “Carlin”, na Espanha como “Dugollo”, na Alemanha “Mops” e na Itália eram chamados de “Caganlino”.

Parece que somente em meados de 1688 que o nome Pug foi atribuído à raça. A partir daí, os pugs ficaram “famosinhos” por toda a Europa, sendo registrados em diversas obras de arte.

 Mas, de onde vem o nome Pug?

Essa é uma pergunta bem interessante, há quem diga que o nome vem do latim pugnos, que significa “punho”,  já que o focinho achatado deles lembraria um punho humano.

Outras pessoas afirmam que o nome decorre da semelhança de suas expressões faciais e de um macaco de Manzana chamado Pug.

Os padrões da raça Pug

Os Pugs foram registrados no American Kennel Club (AKC) em 1885, sendo, atualmente, a 24º raça mais registrada no AKC.

Fisicamente, é um cão pequeno e musculoso, com a carinha cheia de dobras. O focinho, é quadrado e os olhinhos escuros e grandes. Ele pode pesar de 6,3 a 8,1 quilos.

O pelo do Pug é liso e curtinho. A suas cores podem variar: abricot, prateado, preto e fulvo. O rabo é em formato de espiral com uma ou duas voltas.

Temperamento do Pug

Os cães da raça Pug têm um temperamento tranquilo e usam todo o seu tamanho para serem bem determinados, o que implica em um pouquinho de teimosia – às vezes, ou um pouco mais que às vezes.Sua colocação no livro A Inteligência dos Cães de Stanley Coren é a 57, o que mostra que o Pug é um companheiro que aprende rapidamente – claro, se treinado certinho!

 

Qualquer animalzinho, não importa o quão inteligente for, se não for educado, desenvolverá hábitos indesejados, como fazer xixi fora do lugar e ansiedade de separação.

Uma boa dica para que seu Pug seja um cão educado e obediente é socializá-lo, tanto com outros pets como com outros humanos.

Características do Pug

O Pug é considerado um cão de pequeno porte e que não exige muuuita atividade física – o que NÃO significa que ele vai ficar dormindo o dia todo, ok?

Lembre-se, energia acumulada é igual à destruição.

Infográfico raça pug

Infográfico com características da raça pug

Cuidados especiais

Toda raça tem suas especificações, exigindo cuidados especiais. Com o Pug não é diferente. Veja alguns cuidados que é preciso ter ao optar pela raça:

  • Ele é um cachorro braquicefálico. Palavra difícil? Basicamente é o termo usado para se referir aos cachorrinhos que têm o nariz achatado. Apesar de deixá-los fofinhos, essa característica não é saudável para o animal, pois dificulta sua respiração, fazendo-o roncar e fungar com frequência.
  • É preciso ter uma atenção especial ao tipo de ração que o pug irá comer. Isso porque a raça tem tendência à obesidade, e ainda possui um alto risco de ter diabetes.
  • Os olhinhos dele também costumam ser uma área de atenção. Uma vez que quanto mais projetados para fora os globos oculares forem, maior será o risco de devolverem problemas oculares.
  • Ele necessita de banhos regulares com secagem cuidadosa e completa, principalmente nas áreas das dobrinhas. Deixá-las úmidas aumenta o risco de infecções e problemas de pele.
  • Além disso, é preciso que ele realize exercícios moderados e passeios diários, lembrando que a sua estrutura robusta e seu focinho não permite que façam uma atividade muito intensa.

O que todo mundo deseja saber sobre a raça Pug

1. Adapta-se em apartamento?

Os nossos amiguinhos adaptam-se facilmente em qualquer ambiente, não importa se é um flat ou uma casa com quintal, para ele, qualquer lugar é sinônimo de diversão.

2. É um bom companheiro para crianças?

Filhotinho de Pug

Pug e suas caretas fofinhas

A combinação Pug e criança é perfeita, já que é um cãozinho muito brincalhão. Entretanto, como qualquer situação que envolva crianças, é sempre importante os pais supervisionarem as brincadeiras.

 

Isto porque, os olhinhos do Pug, por exemplo, são muito expostos e sensíveis e, dependendo do tipo de brincadeira, a criança pode acabar machucando seu pet.

3. Pug late muito?

O que você pensa a respeito de um cachorrinho tão agitado? Não sei qual foi sua resposta, mas o Pug é um cão silencioso e raramente os seus tutores reclamam de latidos excessivos.

4. Apresenta problema ao ficar sozinho em casa?

Por ser um fiel companheiro, o Pug é o tipo de cachorro que vai sentir muita falta do dono caso fique em casa sozinho. Por isso, não é recomendado deixá-lo sozinho em casa, ainda que por pouco tempo.

5. Tem tendência a soltar muito pelo?

O Pug é um cachorro de pelo liso e curto, logo, não dá muito trabalho para o dono quanto aos seus cuidados.

Ainda assim, solta bastante pelo. Por isso, para evitar que a casa fique com muitos pelos, é interessante que o tutor escove os pelos do Pug diariamente, retirando a camada de pelos mortos.

Outra dica importante é manter os cuidados de banho e higienização em dia, assim você evita problemas de pele e, consequentemente, a queda excessiva de pelos.

Preço

Se você achou os cães da raça Pug tudo de bom, deve estar se perguntando: quanto custa um pug? De acordo com os principais canis e sites de venda do país, o preço de um filhote de pug pode variar de R$ 1.500 a R$ 7.000.

Os valores de um Pug são calculados levando em consideração diversos fatores, como porte do canil, especializações, tipo de reprodução, etc.

Ao optar por comprar um cachorrinho, é importante conhecer seus pais, o local onde são criados e as condições que justifiquem o preço.

Cãezinhos fora do padrão da raça tendem a apresentar mais problemas de pele, físicos e até mesmo neurológicos, por isso, atente-se.

Maaaaas, lembre-se, antes de comprar um cachorro, saiba existem muitos, muitos animais resgatados por ONGs ou abandonados nas ruas. Adotar também é muito legal! 🙂

Eai? Ainda tem alguma dúvida em relação a esse pequenino cheio de amor? Pergunta pra gente!

 

Raças relacionadas

 

Filhote de shar-pei

Shar-pei

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Filhote de bulldog Inglês

Bulldog Inglês

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Filhote de bulldog Francês

Bulldog Francês

Tags: No tags

Deixe uma resposta